Translate

Pesquisar este blog

domingo, 6 de abril de 2014

Postagem 78: ECO





POSTAGEM 78: Eco



        O que mais é visto, é igualdade.

        Quanta coisa igual, meu Pai. Hei, meu Pai, olha teus filhos, meu Pai.

    (eles) Querem tudo do mesmo, tudo na mesma intensidade, tudo do mesmo jeito/modo alheio ao diferente.

    Mas é isso que não cola (nem com o colar especial → Shift+Ctrl+V?). Como uma vida baseada em um meio ambiente multifacetado (e de diversidade nata) tem que aceitar o igual e romper o estranho? Mas para muitos, é muito difícil aceitar o outro. Mas não deveria ser assim, viu?

    Bastaria que cada qual fizesse sua parte, o que lhe cabe, aquilo que pode fazer (certamente, há algo MUITO BOM EM TI que deve ser aproveitado) e no mais, que se deixasse o outro fazer as suas opções, e viver a vida dele do mesmo jeito que ela lhe cabe. Como diz muito bem essa canção. Benito de Paula, Do Jeito Que a Vida Quer.  (P) 1976

    E sejam sempre muito bem vindos neste blog!

Vídeo do U TUBE






O Texto acima, diz, o seguinte, em Português do Brasil:

Muitos dizem sobre as verdades - mas A Verdade não interessa aos muitos.

Ah A Liberdade de Comunicação
- Quanto mais eu aprendo as coisas
mais fácil_fica para eu me comunicar,
falar com os além mar
com os esquecidos
dizer dos guettos e dos mash ups desta vida louca
e longa, pois como diz o Mano Brown
(tem gente que) Tá fazendo hora extra no mundo,
enquanto a nós, calamo-nos, aguardando o
momento em que muito do que diremos
terá (seu) valor (reconhecido) e será ouvido

Faça alguma coisa realmente nova em sua vida - acesse um blog de literatura, arte, mixagens e mais em www.livrosdoedsom.blogspot.com.br

NOTA SOBRE AS VERDADES → do A.A.A e do N.A.


    Em contabilidade (iria escrever informática, eis uma das desvantagens da multi-sabedoria -- e isto não deveria encabula-los, pois cada um é o que é, e se quiserem, podem considerar multi-talentos como doença, se não souber  como "lidar" com todos os talentos, ao mesmo tempo -- , a desvantagem é, geralmente, misturar as áreas do conhecimento, como os doutos; mas, para um dj, saber misturar as coisas, não é considerada desvantagem alguma), aprendemos que o lucro e a ideia que temos sobre o dinheiro não é uma verdade absoluta, mas sim, relativa, e que o lucro de uma empresa em um dado país, em um mesmo espaço de tempo, não é necessariamente igual ao mesmo lucro, em um outro país que esta mesma empresa capte recursos (comercializando suas ações em bolsa de valores estrangeiras). Isto não é, deverasmente, complexo, é apenas incidental, e tratam-se de conceitos, que deve-se averiguar e aprender. Só o conhecimento e a evolução das técnicas nos permitem rumar à perfeição. Apesar de tantas catásfrotes terem sido causadas graças a leda ideia de perfeição.
    Tanto o AA quanto o NA (alcoolicos anônimos e narcóticos anônimos) pregam que não existe libertação dos vícios sozinho. Isto é uma MENTIRA, eles dizem e pregam isto, mas de fato, não é isso apenas que há. Uma vez que Eu sou o exemplo vivo do contrário, meu corpo diz o oposto disto, e não, não engordei depois de parar com as porcarias, por quê?  Sempre fui magro, a bebida me inchava, parei de beber, voltei a ter meu corpo dos 21 anos. Vocês percebem que filosofia há por trás do NA e qual eu prego (eu sou a prova viva, meu corpo diz sobre o que eu afirmo): uma é a ideia do renbanho, a outra, que prego, é a auto superação. Meu pai filosófico é Nietzsche. E Pascoal.
    Mas, sem falar de meus grandes mentores (entretanto, agradecendo imensamente Maria, Meu Anjo Guardião e a Santíssima Trindade), por mim mesmo, se alguém quiser saber como fiz para parar sozinho de beber e zoar, pelas noites, interligando vários dias como se fosse um só, sem vontade de dormir  ou comer, eu respondo assim, quando me perguntam como fiz para parar de beber sozinho (há já 32 meses):
    _ Eu parei de beber porque eu justamente não tinha controle. E se eu bebêsse uma latinha, era o suficiente para eu não saber mais quando eu iria conseguir parar de beber. Claro, no começo, você bebe um fardo por final de semana, depois, um fardinho de latinha por domingo, e vai levando, e evoluindo a escalada do alcolismo e da adicção, até chegar um ponto em que se "vara" de uma noite a outra bebendo, e vai em becos, bibocas, associa-se a pessoas de má fama, quase sempre, só para tomar umas doses de pinga a mais. E isso nunca bastava, nem com o subbass novo. Eu percebi que meus vícios iam ficando cada vez piores, os porres e as chapações mais intensas ainda. E isso nunca bastava. Tudo conspirando para o abismo e para os murmúrios eternos. Mas eis que eu me rendo a luz, e com todas as minhas forças dou um grito interno, que de tão forte solta e arrebenta todas as amarras de meu ser, degolado de tanta pinga, cervejas e porcarias. E uma parte de mim vai embora, foi a parte que abriu mão de uma grande paixão pela bebida, mas que, de uma vez por todas, na vida declarou, "A  vida é muito bonita e dinâmica  para eu viver atrelado a esses corotes e latas". E foi asssim, pensei em minha mãe, que sofreu com pai que bebia, esposo que bebia e não era eu quem queria fazer que ela sofresse por um filho que se entregara, também, a bebida. E com a verdadeira graça do Céu e o silêncio de minha mente, consegui me libertar dos terríveis vícios. E agora, apenas fumo, pois para mim, esse mal, era o pior. Mas o vício maior e a entrega maior de mim mesmo, a pinga, a bebida e as noitadas intermináveis, isto, não faz mais parte de mim, tornei a ser o edson, inocente, neste sentido.
    Não penses, tu, que as brigas e as cobranças pararam, e não foi por falta de dinheiro ou emprego que ousei sequer tornar a experimentar do copo amargo das ilusões ébrias, me mantive forte e hoje sei muito mais coisas, inclusives das ilusões - que tanto lhes gastam e consomem.
    Senhores, meu corpo diz de mim: "o modo de andar de uma pessoa revela o seu caminho", como diz Nietzsche, e "se soubesse o que a vossa fé é capaz, diria a este monte, sai-te daqui e ele obedeceria", isto, no silêncio de teus pensamentos, segundo os grandes ensinamentos do Cristo, O Profeta do Pai.


Arte intitulada "Heaven From Hell", claramente inspirado em Pink Ployd, algo como, das suaves luzes às duras dores.



Você conhece o Xaralx, o Blender e o 3DS Max?

Abaixo, vemos duas plantas, chamadas, Planta da Minha Casa: uma em português, um trecho; e outra, integralmente, em inglês.

Elas estão aqui para divulgar um software livre que baixei, o Xaralx. Instalei ele em meu mandriva e roda bem, exceto pelos bugs, o mais grave, ao meu ver é um erro ao exportar, mas isto, certamente, deve-se a eu não ter instalado a biblioteca/repositório (lib lame) do formato xar, do xaralx, creio ser isto. São bitmaps, com transparência, sombras, efeitos e mais várias opções de filtro e de sobreposição de camadas.

São softwares novos e ótimos, como os pacotes do 3DS Max, da autodesk, a mesma de inventor e autocad. Entre os pacotes do 3ds, que eu ainda não usei totalmente, recomendo, este sim usei, o Blender, que faz gráficos e ambientes em 3d, além de tratar animações e outras coisas (incríveis) mais. E agora, uma breva amostra de uma utilização do Xaralx, exportado em ".jpeg"






O ECO

    O Eco é propagação exponenciada do som, de modo a repercurtí-lo e fazê-lo ressoar. Ecos são comuns em cavernas, abismos, andares de prédios sem móveis e muitos outros lugares; tem câmaras de eco (equipamentos que "criam" ecos) e todo bom dj sabe que para fazer eco na música basta tocar a mesma canção em duas trilhas (dois canais) de áudio diferentes, e o eco será correspondente ao atraso de uma música e relação a outra. Muitos sons automotivos fazem eco, e o próprio mover do carro, faz um efeito de slow (minus pitch), soar ao ambiente, enquanto o mesmo se afasta. Mas o que é o Eco? O Que ele representa? Ricochotear? Sim. Reverbe? Sim. Delay? Certamente que sim, mas porque isto ocorre, alguém dos motivos físicos tradicionais?

    Teve uma Grande Voz, que geralmente a humanidade nunca ouve, que disse uma vez, e ainda pode ser ouvida, se sê desconscientizar-se da única e exclusiva consciência de si mesmo, que:

    Eu Sou. Faça-se.

    E assim se criou o Universo. Mas, note, que isso foi só o início e oque foi ouvido em que estava bem próximo (a uns 10 mil anos luz) deste ponto do maiores dizeres já ditos até hoje, e que ainda podem ser ouvidos. Mas isto foi ouvido no (ou próximo do) ponto zero, onde ecou este som, alguns, para o bem ou para o mal ouviram:

    Ele É. Refez-se.

    SE ELE HOUVESSE, nós não poderíamos existir. Nós Somos Muitos.

    Existe, nestas últimas duas linhas acima, uma clara referência a Legion, ou a Legião do Mal, que geralmente, costuma chamar a si mesma de "Nós Somos Muitos" (We Are Many), este fato é biblíco e não deveria ser considerado de modo leviano, muito menos como algo recreativo e apreciável. Isto representa o eco que a Criação causou ao universo. Tal teoria, assume que um ser supremo criou o universo, mas diz que isto é só um ponto, e que a estabilidade da perfeição que a Criação possibilita é "utopica", assim pensam os muitos e, que, na verdade, para eles, só há  a maldade e a inquietude, como certas, no cosmos. Para eles Deus não deve haver, para que eles ajam (ou hajam) com tranquilidade e infâmia.

    Notem outro detalhe, o agir e o haver (Do e Be ou Have). Quem aje tem; quem tem, há; agir é ter, e ter é agir. Do is have, to have is do. Enquanto se acreditar no mal, haverá mal, e enquanto haver mal, vai continuar a alimentar a ilusão da maldade. Todo forma de maldade, ou falta, erro, falácia, equívoco, é fruto da não aceitação da plenitude da suprema personalidade de Deus (ou da Trindade do Divino), a falta nasce de querer esprapolar os limites delimitados da criação, em uma desenfreada e inconsequente atitude de alimentar o mal (a raiva, o ódio, as guerras, as discórdias, etc), numa desesperada ação de tentar "subverter" todos os valores.

    Nietzsche diz muito sobre a teoria da cristandade como algo que inverte os verdadeiros valores do homem superado, mas de fato, Nietzsche não era contra Jesus, era contra os valores que a Igreja associava a imagem de Cristo. Não é dessa subversão que falamos aqui. O eco que causou o big bang (e notem, tanto a fala original quanto o eco ainda podem ser sentidos) é semelhante a uma sala com trilhares de espelhos, onde qualquer coisa ou ser que entrar na sala, terá sua imagem deformada pelas paredes espelhadas, trilhardárias, da sala. Mas não somos apenas imagem e semlhança de Deus (e deuses), somos o que sentimos dele e ouvimos. E, vocês devem convir comigo que o eco é disforme e não nítido, enquanto que a fala é clara e precisa, se for bem dita e com dignos sentimentos claro.

    Dizem que somos em sete dimensões, vibramos em sete esferas existênciais distintas, e quando morremos em uma, ainda vivemos em outra, o problema é quando abraçamos o eco, vivendo em abismos, e deixamos de adicionar e acessar nossas outras camadas de existência. E Pasme, há quem ache que um lado seu, é todo si, e mesmo que ciente de seu equivoco, inaltera-se, e segue uniforme em seu erro. Devemos ouvir, preferencialmente, a voz clara da criação, e não os ecos disformes dos falsos profetas. 



NOVOS SETS e SONS (uploadeds)


3 sets novos do promo dj
No soundcloud: Di-rect - Time are Changing
Armand Van Helden - My My My
Afrojack - Show Me Love/Replical






RECOMENDAÇÃO: THE DOOR & The Skrillex

Vídeo do U Tube
Link da Wikipedia http://en.wikipedia.org/wiki/Breakn%27_a_Sweat

I'm breaking a sweat - It's alright!
I'm breaking a sweat - I'm sayin' it's alright!
I'm breaking a sweat - It's alright!
I'm breaking a sweat - Come on baby light my fire!

I'm breaking a sweat - It's alright!
I'm breaking a sweat - I'm sayin' it's alright!
I'm breaking a sweat - It's alright!
I'm breaking a sweat - Woo! That's good!


E aqui, um link da Billborad sobre esta música e este assunto. AQUI



ARTE DO POST :

A ROTA do Tarô




Muito Obrigado a Todo o Mundo!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

obrigado por comentar, seu comentário será publicado sem passar por moderação.