blog de Escritor: Edson Fernando



(interação: Aperte CTRL + ou CTRL - para ajustar o modo de visualização)
Aproveitando as imensas facilidades do mundo on line e, também, aproveitando o imenso conteúdo que tenho de material escrito, resolvi transcrever uns livros on line.
É um projeto longo, acho que vai levar um tempo, mas as semente foram lançadas. E ora, os frutos, os frutos serão os mais variados possíveis, como agregar novos leitores e aumentar a minha visibilidade,além de proporcionar um pouco de diversão e cultura gratuitamente a todos vocês.Espero que gostem!

Boa Leitura, Leitores Amigos.

Esta publicação confirma a minha propriedade do Web site e que este Web
site respeita as políticas do programa e os Termos de utilização do Google
AdSense. partner-pub-0072061571065124

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Unported License.






Visualizar perfil de Edson Souza no LinkedIn




Translate

Pesquisar este blog

Seja Bem Vindo, Amigo, Por Muito Tempo Lhe Esperei, agora, Fique à Vontade!

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Sobre a Fé e a Justiça e Suas Distorções


Nem a Fé e Nem a Justiça Podem Estar Entorpecidas



O Andarilho do Globo

Era uma cidade em chamas, era Baltimore na tevê em que se ater.
Um grito de justiça é ouvido, mesmo ao longe da algazarra que se forma no centro da cidade.
É a paz que todos pedem e poucos, de fato, têm; é a tolerância que ajuda a se fazer o bem.
É o Boko Haram que se prolifera nas cidadelas de poeira ancestral e alta tecnologia atual.
E muito disto nos faz mal, e sabemos que não deve ser obra do maior.

Mas há outros. Há a justiça silenciosa, que não faz alarde com suas decisões e acórdãos.
Daqueles que ouvem Tim Maia enquanto ainda amam como nos amávamos nos anos 70.
E foi nesse tempo do Globo que o andarilho começou suas andanças,
Feito criança, irritado e criticado sempre pelos pais dos amigos de infância;

Ainda hoje é aquele que pretende encontrar
(aventureiro, matreiro), um dia, inteiro, certeiro
De alegrias e ao menos, sem um único desespero.


LIVROS DO EDSON
– In Memorian Antônio Abujamra
ActorDirector (Theatre and TV)
*September 15, 1932 -  April 28, 2015. 
– on Soundcloud




EDITORIAL
É com imenso prazer que começo este post escrevendo um gritante MUITO OBRIGADO a todos os meus leitores, pessoas que acessam este meu, nosso blog, principalmente dos Estados Unidos da América (USA). É um espetáculo; eu aqui, de Matão, interior de SP, que agora possuo net em casa, internet dialup 3G; escrevendo sobre gestão, atualidades, música, comportamento, cultura e RPG (entre outros temas, como poesia e filosofia, teatro...), recebendo 50, 80, 150 visitas a este blog por dia, ganhando views e mais views of folks americanos (Americans! Sure), de meus companheiros e camaradas norte-americanos; certamente, é uma grande honra para mim. Muito Obrigado, mais uma vez. Emociona e motiva-me essa boa aceitação de vocês, muito obrigado, obrigado, obrigado... Mesmo.
Se todos somos americanos, como bem disse Barack Obama; digo também que todos somos Baltimore, Salvador e Brasília. A ligação entre estas cidades vai muito mais além do que serem / são recém-noticiadas até certa exaustão, nos noticiários, na web, na tevê...
Se em Baltimore, a segregação racial, a questão política, os tratos policias daquela região e outros problemas da aceitação daqueles cidadãos de ter de lidar com pessoas de origem ou culturas diferentes das suas; entre outros motivos, o que foi apontado, é apenas o que conhecemos... Mas, e as entrelinhas? Quais tensões e crises mais têm em Baltimore que não conhecemos, não haveria um jovem que tem um sonho, assim como os demais, todavia, incapaz de realizar suas aspirações? Que se vê envolvido em crimes e violência para tentar tampar um pouco o imenso buraco que tem dentro do peito – e que na maioria das vezes é causado pelo desprezo e destrato social alheio?
Na Bahia, em Salvador, Brasil, recentemente desmoronamentos de terra mataram doze pessoas, e mais dezenas, centenas, tiveram que ser retiradas de suas casas com riscos de novos desabamentos. Em Brasília, capital do Brasil, é tanto escândalo, disse que diz; além de medidas provisórias daqui, emenda constitucional de lá, verbas para políticos e partidos, e direitos e benefícios aos trabalhadores e à população mais pobre já começam a ser ameaçados (cortados mesmo), mesmo com o comando do Joaquim Levy.
Mas de certo modo, tudo isto não sempre foi assim? Infelizmente sim. A segregação racial em Baltimore, em Maryland, nos USA sempre fez parte da vivência social e mesmo familiar. Quem não se lembra da eterna questão do respeito, ou falta de respeito aos direitos civis dos norte-americanos? Quem não se lembra do discurso de Martin Luther King? O mesmo ocorre no Brasil. Vivemos, nós brasileiros, a sofrer com problemas de enchentes, alagamentos, problemas de corrupção, de descasos da administração pública, problemas de improbidade administrativa; enfim, tudo isto, nos remete a problemas críticos, que justamente a nova visão e postura mundial pedem agora, já, que os resolvemos; e / ou lidemos com estes problemas de modo a saná-los ou ao menos amenizá-los significativamente.
Não podemos mais ser hipócritas, preconceituosos, aqueles que segregam e são odiosos não trazem harmonia ao mundo, eles não vão unir o mundo depois que os racharem de vez, sim, pois, os odiosos querem rachar o mundo. Temos que praticar o amor, a caridade e a  aceitação já. Não podemos contaminar as novas e atuais gerações com as crises de ódio entre povos, com a prática do desrespeito à população e a validação de tudo o que é imoral, ilegal e sem escrúpulo algum. Temos que participar e integrar uma nova mentalidade de paz e não podemos aceitar nenhum tipo de ódio. Mas note que não aceitar não significa odiar, apenas significa não participar.
Boa leitura e continuem a acessar e divulgar este blog. Thankscheers.

Videos do You Tube - Psy Trance Session

Phanatic – Techno Park

Audio X – In My Head Link AQUI


GMS VS Audio x VS Life Style - NN LINK AQUI


Wrecked Machines - Switchback LINK Aqui




Entorpecidos pela Fé e pela Justiça

A fé e a justiça podem tomar proporções descomunais, se quiserem regular sobre a vida e a morte, o certo o errado, o bem e o mal.
 A justiça deve dizer o que é legal ou não, o que é doloso ou culposo, o que é intencional ou uma fatalidade do destino. A fé deve nos acalentar acerca daquilo que não podemos ver claramente, ou melhor, alguns de nós, não podem ver além dos olhos carnais. A fé é o que faz transportarmos montanhas, superarmos problemas que julgávamos intransponíveis. E vencer a morte. A fé faz nós vencermos a morte sim. Peguemos como exemplo um jovem de periferia, um garoto pobre, pardo ou negro, que bem poderia ser o Luis do Conto do Noctâmbulo (página deste blog), um garoto viciado em drogas, alcoólatra e sem amor próprio, que, por exemplo, faz sexo apenas por grana; se esse nosso garoto exemplo usa, então muita droga, bebe muito, e corria o risco de pegar AIDS, e, se ele devesse cerca de 100 dólares para um traficante local, tudo isto já é um grande risco de vida que ele corre; agora, se ele dirigisse embriagado e ainda por cima portasse armas, a chance de ele morrer aumentaria mais ainda. Se uma pessoa dessas, que apronta assim aos 21 anos, se redime, e aos 32, termina um curso técnico de designer de games, hipoteticamente, e não usa mais drogas, nem bebe e nem transa mais por grana, ora, tudo isto é sim superar a morte – e se este jovem conseguiu tudo isto sem a ajuda de um pastor, um padre, sem a ajuda da comunidade, de profissionais, da assistência social e nem da família, isso é mais do que vencer a morte, é um milagre da vida.
Por outro lado, há os entorpecidos, os que sofrem de distorções da realidade concreta das coisas.
Se a Fé e Justiça além de regularem as relações entre os povos e as crenças, nos servem de base, a conduta humana, e à conduta com as coisas do mais alto, de Deus; devemos entender que elas representam fortes fontes de poder. E onde há poder, há o risco de ocorrer desvios ou grandes “falhas de posturas e posições”.  Ou pior, abusos. Pelos abusos da Fé e da Justiça, se prenderam inocentes apenas em virtude de uma falsa honra de outros, se queimaram nobres e grandes homens e mulheres por eles serem “de fora” dos estereótipos aceitos.
E ainda hoje, querem nos violentar porque somos pretos, porque nossa raça é negra; querem nos violentar porque eles não fazem sexo do jeito que a gente faz; querem nos violentar porque a gente não rouba junto com os políticos de Brasília; querem nos desprezar porque somos mais estudados e cultos que eles, mas como eles estão no poder, eles permite que enchentes ocorram, para acabar com nosso bom material genético. Querem matar nossa arte, sufocar nossa mixagem, abafar nosso sorriso e desconectar nosso elo virtual. Cabe a você escolher de qual lada vai ficar?
Você vai retribuir o ódio que o mundo lhe direciona com mais ódio? Vai pagar na mesma moeda? Descer ao nível deles? Reparem que nem pedimos neste post que se ofereça a outra face, uma vez que já desconfiamos que isto já foi feito; e que, à partir de agora, o melhor a fazer é se mobilizar para que seus direitos sejam resguardados e postos em prática; os que querem tornar o mundo a barbárie Pré ancestral, devem ser deixados de lado, tal como suas ideia também devem perecer – pois com conceitos com Contabilidade Social, Sustentabilidade, Novo Mercado e Disclosure, etc, as novas mentalidades e o rumar do mundo a uma globalização mais justa e harmoniosa é aquilo que nos espera.
E muitos outros que não querem isto, já perceberam o que está acontecendo. E querem a todo custo fazer a terra voltar para trás, mas não há volta, ou nós partimos rumo a uma nova mentalidade global, ou o mundo como conhecemos vai ser aniquilado pela própria vaidade e orgulho da humanidade fragmentada e falível. Só os melhores padrões e as melhores ideias vão resistir pós 2020.

Set Dance and Trance of bright light
Como falávamos de boas visualizações, de leitores (e ouvintes) internacionais, nada melhor do que incorporar nesta postagem, novamente, o set Dance andTrance of Bright Light. Ele é muito ouvido, e temos uma marca de certa de mais de 200 audições de uma faixa, ou de mais do que uma, deste set, semanalmente, no soundcloud de edsonn@ndo. Público geralmente dos Estados Unidos e Europa. Boa audição, boa dança, bom brilho, bom astral.


[só para lembrar, no soundcloud tenho ainda os perfis Livros do Edson (Livros_do_Edson) e Ed Son Nando]



Nenhum comentário:

Postar um comentário

obrigado por comentar, seu comentário será publicado sem passar por moderação.